Estamos em guerra!

Mas não estamos derrotados apesar de um pouco deprimidos,

mas estamos em luta. (ABRAMOWICZ, 2019, P. 15)