Buscar

Infâncias em educação infantil

Anete Abramowicz, Diana Levcovitz e Tatiane Cosentino Rodrigues

RESUMO: Este artigo, por sua natureza teórica, trabalha com noções tais como infâncias, crianças, multidão e experiência, no intuito de pensar uma educação cujas práticas educativas possibilitem o exercício da infância. O artigo refaz um caminho no qual a infância e a criança são percebidas “em sua dimensão singular”, de modo a recuperar, no fim do percurso, o caráter plural que as noções de criança e infância encerram. O referencial teórico parte de Deleuze, Guattari, Agamben, entre outros autores, e busca colocar a infância numa temporalidade múltipla, em detrimento da temporalidade fundada em visões da história e da psicologia, que privilegiam etapas e sucessões cronológicas. Ao afirmarmos a infância como atravessada pela experiência, pela inventividade e pelo desarrazoamento, propomos pensar uma educação na direção da multidão.

Palavras-chave: Educação Infantil; infâncias; multidão; experiência; diferença.


BAIXE AQUI

Se você quiser conversar conosco, este é nosso endereço de e-mail.

Faça contato!

E-mail do grupo: encontroseducacaoinfantil@gmail.com

 

Desenhos: crianças das turmas das professoras Daniela e Maristela, 2019.

Fotos: arquivo pessoal da pesquisadora.